sábado, 9 de setembro de 2017

COMUNICADO - A AZU está mais pobre

 
Esta nossa companheira, era um exemplo pela sua dedicação à causa que esteve na origem da AZU- a luta pela recuperação das Minas de Urânio abandonadas.
Mesmo não pertencendo ao órgãos sociais, sempre apareceu em todas as iniciativas quer da AZU, quer dos Mineiros de Urânio, uns em defesa do ambiente, outros em defesa dos direitos em face da sua situação de trabalhadores contaminados.
Esta nossa companheira não precisava de pertencer a órgãos diretivos para, naquilo que era o seu pensamento sobre as causas em que acreditava e, no caso em concreto, do ambiente, se dedicar, de alma e coração, a estas mesmas causas.
É, pois, com este espírito de dedicação e de cidadania, que aderiu à AZU, pertencendo aos seus órgãos diretivos nos últimos anos, contribuindo quer com as suas ideias (que nunca deixou de as defender) quer no combate pela recuperação das Minas, na Luta pela defesa da Água, na Luta contra a poluição que as ETAR públicas desencadeiam, na Luta contra a Central Nuclear de Almarz, em suma na defesa por um Planeta Sustentável Ambientalmente.
Estando a AZU, em ano de comemoração do seu 15º aniversário, ficamos assim muito mais pobres com a sua falta, e a Luta, que cada vez mais se exige aos ambientalistas, sofreu uma perda irremediável.
E é perante este legado deixado pela nossa companheira Clara Alexandre, que exortamos a TODOS pelo respeito da sua dedicação e abnegação, que juntamos mais Força para que Luta que ela desenvolveu não tenha sido em vão e que, pelo contrário, o Planeta seja defendido para que as gerações vindouras, possam usufruir de um Planeta mais Sustentável Ambientalmente.
A AZU, transmite ao seu Companheiro e ao seu Filho, esta nossa dor, com a promessa de que a Luta que a Clara travou e desenvolveu, não foi em vão, prometendo continuar com essa mesma Luta.
Esta é e será a Nossa melhor Homenagem e sentido de dor, que nos irá nortear para o Futuro.
Clara a tua Luta não foi em vão.
Clara Alexandre, membro da AZU, acaba de falecer, vítima de cancro, deixando a AZU em grande consternação não só pelo seu desaparecimento, mas também pela sua militância ativa em defesa do ambiente tendo como objetivo um Planeta mais sustentável.

Viseu 9 de Setembro 2017
A Direção da AZU

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Desafios da Sustentabilidade: mudanças climáticas e energia nuclear

 
As questões do meio-ambiente continuam a dominar o programa do Periferias e na tarde desta quinta-feira voltam a estar presentes. Exibimos o documentário Aquamazonida, de João Leite, e propomos uma conversa-debate sobre "Desafios de Sustentabilidade - Mudanças climáticas e Energia Nuclear".

O debate contará com a moderação de José Janela, do Núcleo Regional de Portalegre da Quercus – Associação ...Nacional de Conservação da Natureza e terá a presença de: Jesús Valiente, da ADENEX- Asociación para la Defensa de la Naturaleza y los Recursos de Extremadura; José Maria Moura, da AZU – Associação Ambiente em Zonas Uraníferas; Paca Blanco, dos Ecologistas en Acción; Peter Eden, Empresário turístico - Monte da Moita Raza – Marvão.

terça-feira, 9 de maio de 2017

Debate "Central de Almaraz, Energia Nuclear e Exploração de Urânio - impactes em Portugal"

Nisa, 13 de Maio, às 20.30h
Sede da Inijovem - Rua Marechal Gomes da Costa, 12 - Nisa



Idalina Trindade - Presidente da Câmara Municipal de Nisa *
João Malpique - Presidente da União das Juntas de Freguesia de Nisa
António Minhoto - AZU Ambiente em Zonas Uraníferas - Associação Ambiental
Nuno Sequeira - Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza
Jose Maria González Mazón - Adenex/Forum Extremenho Antinuclear
Luís Lourenço - Confederação Nacional da Agricultura
Peter Eden - Empresário turístico - Monte da Moita Raza – Marvão



Moderador: Miguel Pereira - AZU Ambiente em Zonas Uraníferas - Associação Ambiental



Organização:
AZU Ambiente em Zonas Uraníferas - Associação Ambiental
Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza - Núcleo Regional de Portalegre



Apoio:
Inijovem - Associação para iniciativas para a Juventude de Nisa    

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Comunicado – Rio Tejo um esgoto



Continuamos na mesma, o que vieram os deputados da Comissão de Ambiente fazer pelo Tejo acima desde Lisboa? Onde pára o Ministro do Ambiente? Denúncias, exposições, manifestações, tantas acções de cidadãos e cidadãs anónimos, dos partidos políticos, do SEPNA, o poder económico contínua imparável, incorrigível e insensível, disposto a acabar com o Tejo, a fazer deste esgoto. Onde está o poder local, que é feito das Câmaras de Nisa e VV de Ródão? Não há respeito pelos pessoas que tirem o seu sustento do rio, por milhares de cidadãos que vivem a jusante das Portas de Ródão?

sábado, 18 de junho de 2016

Debate "Fechar Almaraz" em Arneiro, freguesia de Santana, Nisa

No passado dia 5 de Junho realizou-se no Arneiro, povoação ribeirinha do concelho de Nisa, um debate, aberto a toda a população, sobre a central nuclear de Almaraz, promovido pela AZU - Associação Ambiente em Zonas Uraníferas.
Este debate teve como objectivo a sensibilização popular para os perigos ambientais e sociais decorrentes daquela central, situada a cerca de 100 km da fronteira portuguesa, cujo prazo de validade há muito expirou e que utiliza as águas do rio Tejo para a refrigeração dos seus reactores.
A iniciativa surgiu integrada na mobilização para a manifestação ocorrida em Cáceres no dia 18, teve o apoio da Junta de Freguesia de Santana e decorreu na sequência da caminhada “Que fazer por este rio” promovida pela Associação “As romãs também resistem”.